Todos os dias, neste espaço, divulgo um poema da minha autoria para que a minha inspiração vos possa servir de guia.

Every day, in this space, I spread a poem of my authorship so that my inspiration can serve as a guide to all of you.

Receber poemas por / Receive poems by Email

Translate

quinta-feira, 3 de novembro de 2016

Viro o corpo para um lado e outro / I turn the body to one side and another

Viro o corpo para um lado e outro
Não consigo dormir
Está escuro à minha volta
O pensamento insiste em fluir.

Longas horas sem descanso
O cérebro precisa refletir
Uma agitação mental
Preciso descontrair.

O sono se foi
Os meus olhos voltam a abrir
Assim o corpo se cansa
E o mau estar se faz sentir.

Fecho os olhos
E insisto em voltar a dormir
Procuro tranquilizar a mente
E aceito tudo o que está para vir.

Sentada na mesa da cozinha em casa dos meus pais
Escrito à mão
19 de outubro de 2016
8h10

I turn the body to one side and another
I can’t sleep
It is dark around me
Thought insists on flow.

Long hours without rest
The brain needs to reflect
A mental agitation
I need to relax.

Sleep is gone
My eyes return to open
Thus the body gets tired
And the malaise is felt.

I close my eyes
And I insist on going back to sleep
Seeking to reassure the mind
And I accept all that is to come.

Sitting at the kitchen table in my parents' house
Handwritten
October 19, 2016

8:10 a.m.

Gadget

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.