Todos os dias, neste espaço, divulgo um poema da minha autoria para que a minha inspiração vos possa servir de guia.

Every day, in this space, I spread a poem of my authorship so that my inspiration can serve as a guide to all of you.

Receber poemas por / Receive poems by Email

Translate

terça-feira, 18 de outubro de 2016

Borboletas no Estômago / Butterflies in the stomach

Borboletas no estomago
A dúvida paira no ar
Não percebi os teus gestos
Afinal onde queres chegar?

Não compreendo os teus medos
Devem ser problema teu
Cuida do teu coração
Eu cá cuido do meu.

A felicidade persigo
Procuro-a em todo o lado
Até acordada sonho
De mim tenho cuidado.

Se não me queres
Estás no teu direito
Não me dês falsas esperanças
O minimo que mereço é respeito.

Sentada na minha cama  no meu quarto em casa dos meus pais
Escrito à mão
8 de outubro de 2016
13h43

Butterflies in the stomach
The question hangs in the air
I did not understand your gestures
After all, where do you want get?

I do not understand your fears
Should be your problem
Take care of your heart
I here take care of mine.

Happiness I pursue
Seeking it everywhere
Until awake I dream
Of me I have taken care.

If you don’t want me
You are in your right
Do not give me false hopes
The least I deserve is respect.

Sitting on my bed in my room in my parents' house
Handwritten
October 8, 2016

1:43 p.m.

Gadget

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.