Todos os dias, neste espaço, divulgo um poema da minha autoria para que a minha inspiração vos possa servir de guia.

Every day, in this space, I spread a poem of my authorship so that my inspiration can serve as a guide to all of you.

Receber poemas por / Receive poems by Email

Translate

quinta-feira, 28 de julho de 2016

Sou uma ostra fechada / I'm a closed oyster

Sou uma ostra fechada
Com uma pérola escondida no meio
Quem me conseguirá abrir?
Quem se atreve a ser o primeiro?

Sou um tesouro
Difícil de descobrir
Há uma mapa para me encontrar
As suas pistas tens de seguir.

Sou um diamante em bruto
À espera de quem me conseguir burilar
Uma pedra preciosa
Rara de encontrar.

Sou um sonho
Tornado realidade
Só conseguirei ser
De quem me amar de verdade.

Sentada na gare dos comboios de Mem-Martins
6 de julho de 2016
escrito à mão
8h39

I'm a closed oyster
With a hidden pearl in the middle
Who will get me open?
Who dares to be the first?

I am a treasure
Hard to find
There is a map to find me
Its lanes you must follow.

I am a diamond in the rough
Waiting for those who get me hone
A precious stone
Rare to find.

I am a dream
come true
I only will be able to be
Of whom love me really.

Sitting in the station of Mem-Martins trains
July 6, 2016
handwritten

8:39 a.m.

Gadget

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.