Todos os dias, neste espaço, divulgo um poema da minha autoria para que a minha inspiração vos possa servir de guia.

Every day, in this space, I spread a poem of my authorship so that my inspiration can serve as a guide to all of you.

Receber poemas por / Receive poems by Email

Translate

terça-feira, 5 de julho de 2016

O coração dos outros / The hearts of others

O coração dos outros
Não é nenhum brinquedo
Se tu sofres e te assustas
Os outros também têm medo.

Criar falsas expetativas
Não é uma atítude nobre
É um ato de cobardia
Acção digna de um pobre.

Se não te sentires confiante
Em como consegues cuidar
Não te atrevas a fingir
Se não é para amar.

Avanços e recuos
Não são uma estratégia boa
O jogo do rato e do gato
Apenas magoa.

O amor nasce naturalmente
E deve por si só fluir
É um sentimento edificante
Não serve para destuir.

Sentada à secretária no meu quarto em casa dos meus pais;
19 de junho de 2016
escrito à mão
21h25


The hearts of others
It's no toy
If you suffer and get scare
The others are afraid too.

Create false expectations
It isn’t a noble attitude
It is an act of cowardice
Worthy action of a poor.

If you don’t feel confident
In with you can take care
Do not you dare to pretend
If it's not love.

Advances and retreats
Are not a good strategy
The gaming mouse and cat
Only hurts.

Love comes naturally
And it should itself flowing
It's a feeling edifying
It does not serve to Destroy.

Sitting at the desk in my room in my parents' house;
June 19, 2016
handwritten

21:25 p.m.

Gadget

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.