Todos os dias, neste espaço, divulgo um poema da minha autoria para que a minha inspiração vos possa servir de guia.

Every day, in this space, I spread a poem of my authorship so that my inspiration can serve as a guide to all of you.

Receber poemas por / Receive poems by Email

Translate

sexta-feira, 24 de junho de 2016

Que se lixe / What the hell

Que se lixe
A inveja de muitos
A pequenez alheia
Os danos gratuitos.

Que se lixe
A vaidade dos egos
A competição por nada
A inércia dos cegos.

Que se lixe
Tudo o que vem por mal
As conversas sem fundamento
Tudo aquilo que é banal.

Que se lixe e dane
Toda e qualquer mesquinhez
Toda a violência gratuita
Neste reino de estupidez.

Sentada à secretária no meu quarto,
13 de junho de 2016
escrito à mão
23h05


What the hell
The envy of many
The others smallness
The free damage.

What the hell
The vanity of egos
The competition for nothing
The inertia of the blind.

What the hell
Everything that comes from ill
Conversations baseless
All that is banal.

What the hell and damn
Any stinginess
All gratuitous violence
In this stupidity kingdom.

Sitting at the desk in my room,
June 13, 2016
handwritten

11:05 p.m.

Gadget

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.