Todos os dias, neste espaço, divulgo um poema da minha autoria para que a minha inspiração vos possa servir de guia.

Every day, in this space, I spread a poem of my authorship so that my inspiration can serve as a guide to all of you.

Receber poemas por / Receive poems by Email

Translate

quarta-feira, 15 de junho de 2016

A esperança telefonou-me / Hope called me

A esperança telefonou-me
Recebi-a de braços abertos
Ela é a última a morrer
Para ela devemos estar sempre despertos.

Desta vez trazia más notícias
Sobre a saúde e o amor
Impasses da vida
Lições com dissabor.

Ela mostrou ser realista
Face à dura realidade
Recusando ser pessimista
Mantem a sua dignidade.

Ela pode até fraquejar um pouco
Mas nunca sai derrotada
Ela estará sempre de pé
Mesmo quando já não restar nada.

Sentada na minha cama,
4 de junho de 2016
escrito à mão
8h28


Hope called me
I received her with open arms
She is the last to die
For her we must always be awake.

This time she brought bad news
On health and love
Impasses of life
Lessons with unpleasantness.

She proved to be realistic
Given the harsh reality
Refusing to be pessimistic
Keeps her dignity.

She may even weaken a bit
But never go out defeated
She is always standing
Even when no longer subtract anything.

Sitting on my bed,
June 4, 2016
handwritten

8:28 a.m.

Gadget

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.