Todos os dias, neste espaço, divulgo um poema da minha autoria para que a minha inspiração vos possa servir de guia.

Every day, in this space, I spread a poem of my authorship so that my inspiration can serve as a guide to all of you.

Receber poemas por / Receive poems by Email

Translate

segunda-feira, 23 de novembro de 2015

Não chegues agora meu amor / Don’t come now my love

Não venhas agora meu amor
Não tenho tempo para ti
Vem mais tarde por favor
Tenho de compreender o que senti.

Preciso de tempo para escrever
Não tenho disponibilidade para te dar
Tenho de me resolver
Para depois conseguir amar.

Espera pela tua vez
Com alguma paciência
Não queiras pargar pelo que outro fez
Aguarda a minha resiliência

Enseja por mim
Não te irás arrepender
A vida é mesmo assim
Não estou preparada para te receber.

Sentada no comboio da linha de Sintra (Queluz Belas),
no dia 23 de outubro de 2015,
escrito à mão
21h35




Don’t come now my love
I have no time for you
Please come later
I have to understand what I felt.

I need time to write
I have no availability to give you
I have to fix me
To be able to love.

Wait for your turn
With some patience
Don’t want to pay for what else did
Wait my resilience

Entails for me
You will not regret
Anyway life is like it
I'm not ready to receive you.

Sitting on the train from Sintra line (Queluz Belas)
on October 23, 2015,
handwritten

9:35 p.m

Gadget

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.