Todos os dias, neste espaço, divulgo um poema da minha autoria para que a minha inspiração vos possa servir de guia.

Every day, in this space, I spread a poem of my authorship so that my inspiration can serve as a guide to all of you.

Receber poemas por / Receive poems by Email

Translate

sábado, 31 de outubro de 2015

Sem ti... / Without you...

Sem ti o mundo continuou a girar
A vida seguio o seu caminho
Um novo percurso tive de tomar
Mas agora sózinho.

Sem ti o sol continuou a brilhar
As estações a se sucederem
As crianças continuaram a brincar
Sem se arrependerem.

Sem ti a vida prosseguiu
De uma forma um pouco diferente
Mas agora o futuro me sorriu
E tornei-me mais independente.

Sem ti há agora felicidade
Um mundo a descobrir
Esta é a estranha verdade
De quem voltou a sorrir.

Sentada no comboio da linha se Sintra (Sete Rios)
no dia 16 de outubro de 2015,
escrito à mão
17h27
 
Without you the world keeps turning
Life went on his way
A new route I had to take
But now alone.

Without you the sun continued to shine
The stations to succeed
Children continued to play
Without regret it.

Without you life as continued
In a way somewhat different
But now the future smiled at me
And I became more independent.

Without you there is happiness now
A world to discover
This is the strange truth
Of who returned to smile again.

Sitting on the train line Sintra (Sete Rios)
on October 16, 2015,
handwritten

5:27 p.m

Gadget

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.