Todos os dias, neste espaço, divulgo um poema da minha autoria para que a minha inspiração vos possa servir de guia.

Every day, in this space, I spread a poem of my authorship so that my inspiration can serve as a guide to all of you.

Receber poemas por / Receive poems by Email

Translate

quarta-feira, 24 de junho de 2015

Uma enorme confusão / A huge mess

Num curto espaço de tempo
Há problemas para resolver
Diferentes sensibilidades
Que não se conseguem entender.

Podendo escolher ser céleres
Ou começar a competir
Entrar num braço de ferro
Até que um tenha de desistir.

Há bens comuns a partilhar
Mas felizmente não há crianças
Já não há muito para conversar
Quando começam as desconfianças.

É triste ver as coisas a terminar
Entre duas pessoas que dificilmente se vão entender
Já que também não se conseguiram amar
E cada um tenta se defender.

Que a paz regresse em breve
E que tudo se resolva também
É assim que sente quem nada deve
E quem quer solucionar tudo a bem

Agualva, Sentada à secretária,
Escrito a computador
22 de junho de 2016,
12h32


In a short time
There are problems to solve
different sensitivities
Who fail to understand.

Can choose to be speedy
Or start competing
Into a tug of war
Then one has to give up.

There common goods to share
But fortunately there are no children
Since there is not much to talk
When they begin suspicions.

It's sad to see things end
Between two people who are unlikely to understand
As they would not be able to love
And each one tries to defend.

May peace return soon
And everything also solve
This is how it feels to whom nothing
And who wants to solve everything well

Agualva, sat at his desk,
Written computer
June 22, 2016,

12:32 a.m

Gadget

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.