Todos os dias, neste espaço, divulgo um poema da minha autoria para que a minha inspiração vos possa servir de guia.

Every day, in this space, I spread a poem of my authorship so that my inspiration can serve as a guide to all of you.

Receber poemas por / Receive poems by Email

Translate

sábado, 20 de junho de 2015

Maldita Borboleta / Damn Butterfly

Maldita borboleta
que bateu as asas para esvoaçar
e que inspirou o poeta
com a sua vontade de se libertar.

Ela encolheu-se muito tempo
não brilhando no seu esplendor
vencida pelo contratempo
escondeu a sua dor.

Reprimiu os seus ímpetos
até ao limite das suas forças
perdeu-se em dialetos
permanecendo solitária como as corças.

Farta de brincar ás casas
e de se limitar
Ela abriu as suas coloridas asas
redescobrindo o prazer de voar.

Mem-Martins, sentada à secretária,
escrito à mão
18 de junho de de 2015,
22h27


Damn butterfly
who beat the wings to flutter
and that inspired the poet
with their desire to be free.

She cringed for a long time
not shining in all her splendor
won by the setback
She hid her pain.

Suppressed their urges
within the limits of their strength
lost in dialects
remaining solitary as the deer.

Tired of playing at houses
and to limit her self
She opened her colorful wings
rediscovering the pleasure of flying.

Mem-Martins, sitting at the desk,
handwritten
18 June 2015,

10:27 p.m


Gadget

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.