Todos os dias, neste espaço, divulgo um poema da minha autoria para que a minha inspiração vos possa servir de guia.

Every day, in this space, I spread a poem of my authorship so that my inspiration can serve as a guide to all of you.

Receber poemas por / Receive poems by Email

Translate

segunda-feira, 13 de abril de 2015

Uma flor sem raiz / A rootless flower

O percurso que hoje faço
Em breve vou deixar de fazer
Vou superar um fracasso
E vou conseguir vencer.

Estou em contagem decrescente
Para o futuro imediato
Em breve deixarei de estar presente
O tempo é um hiato.

Os rostos que hoje vejo
São me muito familiares
Neles nada invejo
Preciso de respirar novos ares.

São pessoas simples
Que vivem no interior do país
É uma outra cultura
Mas aqui sou uma flor sem raiz.

Sentada no autocarro que parte de Chaves com destino a Boticas,
Poema manuscrito,
10 de abril de 2015,
8h55
In Costa, Maria Leonor. Catarse das Palavras.


The route that today I do
Soon I will stop doing
I will overcome a failure
And I will win.

I am counting
For the immediate future
Soon I leave to be present
Time is a gap.

The faces that I see today
To me are very familiar
In them nothing I envy
I need to breathe fresh air.

They are simple people
Living within the country
It's another culture
But here I am a rootless flower.

Sitting on the bus from destination with Chaves to Boticas,
Handwritten poem,
on April 10, 2015,
8:55 a.m.

In Costa, Maria Leonor. Catharsis of Words.

Gadget

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.