Todos os dias, neste espaço, divulgo um poema da minha autoria para que a minha inspiração vos possa servir de guia.

Every day, in this space, I spread a poem of my authorship so that my inspiration can serve as a guide to all of you.

Receber poemas por / Receive poems by Email

Translate

segunda-feira, 27 de abril de 2015

Rumo à minha felicidade / Towards my happiness.

Vais-me continuar a dizer
Que eu não te avisei
Que não te dei a conhecer
Que não argumentei e gritei.

Vais continuar a afirmar
Que não me viste chorar
Que não me quiseste enganar
E que só mentindo eu poderia engravidar.

Vais continuar a repetir
Os mesmos argumentos diariamente
Eu já não te consigo ouvir
A tua voz tolda a minha mente.

Vai, eu deixo-te ir
Procura a tua identidade
Eu vou em breve partir
Rumo à minha felicidade.

Sentada no autocarro que parte de Chaves com destino a Boticas,
Poema manuscrito,
24 de abril de 2015,
8h36
In Costa, Maria Leonor. Amores Platônicos.


You'll still tell me
I did not warn you
I did not give you the knowing
Not argued and screamed.

Will you continue to assert
That you did not see me cry
That you would not deceive me
And that only lying I could get pregnant.

Will you continue to repeat
The same arguments daily
I already can’t hear you
Your voice blurs my mind.

Go, I'll let you go
Search your identity
I'll soon leave
Towards my happiness.

Sitting on the bus from destination with Chaves to Boticas,
Handwritten poem,
on April 24, 2015,
8:36 a.m.

In Costa, Maria Leonor. Platonic Loves.

Gadget

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.