Todos os dias, neste espaço, divulgo um poema da minha autoria para que a minha inspiração vos possa servir de guia.

Every day, in this space, I spread a poem of my authorship so that my inspiration can serve as a guide to all of you.

Receber poemas por / Receive poems by Email

Translate

quarta-feira, 22 de abril de 2015

O futuro um dia há de vir / The future one day will come

Não tenho mais nada a dizer
Visto ele não querer entender
Que muito me fez sofrer
Sem parar para me compreender.

Já não quero conversar
Estou farta de me zangar
Algo vai ter de mudar
Eu já não o consigo amar.

Quero voltar a sorrir
Da vida não almejo fugir
Para Lisboa eu desejo ir
E o futuro um dia há de vir.

Sentada no autocarro que parte de Chaves com destino a Boticas,
Poema manuscrito,
21 de abril de 2015,
8h46
In Costa, Maria Leonor. Amores Platônicos.


I have nothing else to say
Since he does not want to understand
How much it made me suffer
Without stopping to understand me.

I no longer want to talk
I'm tired of being angry
Something is going to have to change.
I can’t love him anymore.

I want to smile again
I do not mean to run away from life
To Lisbon, I wish to go
And the future one day will come.

Sitting on the bus from destination  from Chaves to Boticas,
Handwritten poem,
on April 21, 2015,
8:46 a.m.

In Costa, Maria Leonor. Platonic Loves.

Gadget

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.