Todos os dias, neste espaço, divulgo um poema da minha autoria para que a minha inspiração vos possa servir de guia.

Every day, in this space, I spread a poem of my authorship so that my inspiration can serve as a guide to all of you.

Receber poemas por / Receive poems by Email

Translate

segunda-feira, 20 de abril de 2015

O amor não se mendiga / Love is not begged

O amor não se mendiga
Não vive de vitimização.
É um sentimento poderoso
Que pulsa no coração.

Amor não é fadiga
É alegria e dedicação
É bom e gostoso
Está muito para lá da razão.

Não vale a pena continuar a briga
Só traz ódio, asco e aversão
Transforma algo bom em venenoso
Destrói a alma e a emoção.

Dou-te um último conselho de amiga
Com o que ainda resta da minha compreensão
O amor é um caminho harmonioso
Só resulta quando há união.

Sentada à secretária em Boticas,
escrito a computador,
16 de abril de 2015,
14h58
In Costa, Maria Leonor. Amores Platônicos.


Love is not begged
Does not live of victimization.
It's a powerful feeling
That pulses in the heart.

Love is not fatigue
It is joy and dedication
It is good and tasty
Is well beyond reason.

It does not worth continuing the fight
It only brings hatred, disgust and aversion
Becomes something good in poisonous
Destroys the soul and emotion.

I give you one last friendly advice
With what remains of my understanding
Love is a harmonious way
Only works when there is union.

Sitting at my the desk in Boticas,
written on the computer,
on April 16, 2015,
2:58 p.m.
In Costa, Maria Leonor. Platonic Loves.

 

Gadget

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.