Receber poemas por / Receive poems by Email

Traduzir / Translate

segunda-feira, 6 de abril de 2015

És uma autodidata / You're a self-taught


És uma autodidata
Aprendes tudo sózinha
A ti o tempo não mata
Dedicas-o a todo o género de criatividadezinha.

Aquilo que não sabes fazer
Para ti não representa medo
Aprendes tudo com afinco
Seja com o cérebro ou com o dedo.

Lês muitos livros
Textos e artigos avulsos
Praticas sobre várias áreas
Reages aos teus impulsos.

Abranges várias disciplinas
Gostas de muitos temas
E como se isto não bastasse
Ainda escreves poemas.

És multifacetada
Não gostas de te sentir limitada
A vida para ti é uma missão
Para sorver com toda a dedicação.

Sentada no autocarro que parte de Chaves com destino a Boticas
Poema manuscrito
2 de abril de 2015,
8h42
In Costa, Maria Leonor, Poesias Mundanas.

You're a self-taught
You learn all alone
The time does not kill you
You dedicate it to all kinds of little creativity.

What you don’t know
For you is not afraid
You learn all hard
Be with the brain or with your finger.

You read many books
Texts and individual articles
Practices on various areas
you react to your impulses.

You explore various disciplines
You like many themes
And as if that were not enough
Still you write poems.

You are multifaceted
You do not like to feel limited
Life for you is a mission
To sip with all dedication.

Sitting on on the bus of Chaves destination to Boticas,
Handwritten poem,
on April 2, 2015,
8:42 a.m.
In Costa, Maria Leonor, Worldly poetry