Todos os dias, neste espaço, divulgo um poema da minha autoria para que a minha inspiração vos possa servir de guia.

Every day, in this space, I spread a poem of my authorship so that my inspiration can serve as a guide to all of you.

Receber poemas por / Receive poems by Email

Translate

quinta-feira, 23 de abril de 2015

De onde sou só eu sei / From where I am only I know

Um dia a Trás-os-Montes cheguei
E desde logo muito estranhei
Um estranho mundo encontrei
Para outro tempo, sinto que viajei.

Aos pouco me adaptei
Novo vocabulário e hábitos herdei
Aqui muito me inspirei
E um dia para a realidade acordei

Agora estou de partida
Não sei quando regressarei
Vai-me custar a despedida,
Mas de onde sou só eu sei.

Sentada no autocarro que parte de Chaves com destino a Boticas,
Poema manuscrito,
21 de abril de 2015,
8h53
In Costa, Maria Leonor. Catarse das Palavras.


One day to Tras-os-Montes I arrived
And immediately very I stranged
A strange world I found
For another time, I flew.

Little by little I adapted
New vocabulary and habits inherited
Here very I was inspired
And one day I woke up to reality

Now I'm departure
I do not know when I will return
It will cost me the farewell,
But from where I am only I know.

Sitting on the bus from destination with Chaves to Boticas,
Handwritten poem,
on April 21, 2015,
8:53 a.m.

In Costa, Maria Leonor. Catharsis of Words.

Gadget

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.