Receber poemas por / Receive poems by Email

Traduzir / Translate

sábado, 14 de março de 2015

A minha infância / My childhood





Vivida com intensidade
Com alegria e espontaneidade
Encarando a vida com felicidade
Com um sorriso e tenacidade.

Sempre ponta para a brincadeira
Assumindo sempre com orgulho
Uma formiga com catarro e regateira
Cuidado quando ela não fazia barulho.

Uma rebelde em potência
Uma menina nascida fora da sua época
Uma criança com inteligência
Um tanto só, um pouco louca.

Nascida nos anos setenta
Num Portugal em plena convulsão
Uma pequena sedenta
Que viveu sempre com paixão.

Autocarro de Chaves com destino a Montalegre,
Poema manuscrito,
13 de março de 2015,
8h27
In Costa, Maria Leonor. Infância Renascida

 Lived with intensity
With joy and spontaneity
Facing life with happiness
With a smile and tenacity.

Always tip for play
Always assuming with pride
An ant with phlegm and haggle
Caution when she made no noise.

A rebel in power
A girl born out of his time
A child with intelligence
Somewhat lonely, a little crazy.

Born in the seventies
In a Portugal at full seizure
A little thirsty
Who always lived with passion.

Chaves bus bound for Montalegre,
Handwritten,
on March 13, 2015,
8:27 a.m.
In Costa, Maria Leonor. Childhood Reborn