Todos os dias, neste espaço, divulgo um poema da minha autoria para que a minha inspiração vos possa servir de guia.

Every day, in this space, I spread a poem of my authorship so that my inspiration can serve as a guide to all of you.

Receber poemas por / Receive poems by Email

Translate

terça-feira, 18 de novembro de 2014

O que o futuro me reserva?/ What does the future hold for me?

Não sou nenhuma adivinha
Não nasci com bola de cristal
Posso vir a ter um futuro longínquo
Mas não sei se chego ao Natal.

Vivo o momento presente
Desconheço o que o futuro me espera.
A vida muda tão depressa
E o que foi, já era.

Sei que vivo o dia-a-dia
Com a maior intensidade.
Prevejo que um dia irei morrer
Essa é uma crua realidade.

A vida nem sempre é o que se deseja
E mudanças de 180º podem acontecer,
A qualquer momento tudo se altera
E novos equilíbrios têm de se restabelecer.

Não sei o que o futuro me reserva
E tão pouco isso me preocupa
É com o viver do momento presente
Que a minha mente se ocupa.

13 de novembro de 2014
In Costa, Maria Leonor. Poesias Mundanas.


I'm no guessing,
I was not born with a crystal ball
I come to have a distant future
But I wonder if I get to Christmas.

I live the present moment
Unaware of what future awaits to me.
Life changes so quickly
And what was, it was.

I know that I live day to day
With greater intensity.
I predict that one day I will die
This is a harsh reality.

Life is not always what you want
And changes of 180 degrees can happen,
Anytime anything changes
And new balances must be established.

I do not know what the future reserves me
And so little that worries me
It’s with living the present moment
That my mind is occupied.

November 13, 2014

In Costa, Maria Leonor. Worldly poetry.

Gadget

Este conteúdo ainda não se encontra disponível em ligações encriptadas.